O talento da mulher no mercado de trabalho

Luciano Salamacha, especialista em carreiras e em neurociência, aponta características que destacam a mulher no âmbito corporativo e favorece os negócios

Conciliar família, filhos e trabalho não é uma tarefa nada fácil. Mas há décadas a mulher foi obrigada a desenvolver a habilidade em administrar a profissão, o lar e a família. Luciano Salamacha, um dos especialistas em gestão de carreiras mais requisitado entre as companhias no Brasil, doutor em administração e professor da FGV Management, aponta talentos típicos que destacam a mulher no mundo empresarial e favorecem os negócios.

Algumas habilidades em destaque são:

– Capacidade de estabelecer e gerenciar relacionamentos interpessoais em prol da união familiar. No mercado de trabalho, isso se traduz no fortalecimento da equipe e traquejo para driblar diferenças pessoais.

– Talento para desenvolver diversas atividades ao mesmo tempo, aprimorado por força da necessidade da gestão do casa, do ambiente familiar. Salamacha explica que o mercado empresarial, atualmente, necessita mais do que especialistas profundos em apenas uma pequena área ou de generalistas que conhecem um pouco de tudo. “Na verdade, hoje, as organizações demandam de pessoas que têm uma visão geral. Que são capazes de responder com profundidade por áreas que são vitais para a sobrevivência da companhia e, ao mesmo tempo, possuem conhecimento superficial para atuar em áreas periféricas. E a mulher é uma grande capacitadorra desse talento”, complementa o especialista.

O talento da mulher no mercado de trabalho

– A sensibilidade feminina também é um fator que favorece os negócios e o ambiente de trabalho nas corporações. Desde o início da humanidade, a mulher está sempre atenta a pequenos detalhes que possam fazer a diferença na sobrevivência e saúde da sua família. “Em atividades como na área financeira, controladoria e contabilidade, as profissionais têm alto grau de confiabilidade sobre as tarefas realizadas, comparando com o desempenho de outros perfis da equipe”, explica Salamacha.

– A dedicação na formação de uma imagem positiva é um componente importante para se estabelecer relações, inclusive de natureza comercial. “É por isso que boa parte das áreas de comunicação visual, identidade visual e marketing nas organizações são confiadas às mulheres”, justifica o especialista em neurociência voltada aos negócios.

– Capacidade de resiliência e perseverança. As mulheres demonstram grande poder de assimilar ocasiões adversas e reverter aspectos negativos para situações otimistas e melhores, em defesa de suas criações no âmbito corporativo.

– Engajamento e expansão de equipe. “Quem nunca ouviu a expressão: em coração de mãe sempre cabe mais um? Na prática, no âmbito familiar, ela é facilmente compreendida. E no mercado de trabalho ela também se aplica favoravelmente. A maternidade habilita a mulher a sempre unir as pessoas que gosta e envolver com sentimentos saudáveis”, comenta Salamacha.

O especialista em gestão de carreiras ressalta que, de modo geral, a natureza feminina posiciona a mulher como uma profissional multifacetada, capaz de desempenhar três ou quatro funções ao mesmo tempo e com genialidade. E a maternidade aprimora esse talento porque a mulher passa a ter um olhar prático quando se torna mãe. Para o professor as empresas precisam reforçar a participação feminina de forma que não se sintam discriminadas, nem em desvatagem no mercado de trabalho. Segundo o Instituto de Pesquisas Aplicadas, o IPEA, até 2030 , a participação feminina no mercado de trabalho será muito maior que a masculina. ” O mundo corporativo tem que acompanhar as mudanças dos tempos e ouvir as reivindicações femininas para obter mais resultados.”, explica Salamacha.

Salamacha também é Mestre em Engenharia de Produção, com MBA em Gestão Empresarial e Pós-Graduação em Gestão Industrial. É palestrante, professor em programas de Pós-Graduação e Mestrado em instituições de ensino no Brasil, Argentina e EUA. Docente no Instituto Olímpico Brasileiro e na FGV Management, onde foi por sete anos considerado o melhor professor de Estratégia de Empresas nos MBAs, e um dos poucos professores que foram laureados para o Quadro de docentes

Fonte: Jornal Contábil.

Start typing and press Enter to search